15 dezembro 2015

[Manga] Guerreiras Mágicas de Rayearth


(Postagem por Kiyo Usui)

Criado pela CLAMP e lançado pela JBC, um maho shoujo excelente, com aventura, ação e mecha (robôs gigantes). O mangá tem uma qualidade ótima (o do relançamento) e o traço da CLAMP é apaixonante! Melhor do que o traço só o enredo mesmo. Foi criado mais ou menos na mesma época que Sailor Moon, década de 90. O mangá é dividido em duas fases, a depender dos vilões.



Na primeira fase, tudo começa. Uma jovem princesa apela, enquanto chora, pelas lendárias guerreiras mágicas. As três nem se conhecem, tão pouco sabem que seriam as lendárias evocadas para salvar Rayearth. Elas são de colégios diferentes e estão numa excursão escolar, visita a torre de Tóquio.

Hikaru Shidô (Lucy) é bem enérgica, alegre e ingênua (baixinha também), está empolgada com a excursão, enquanto suas amigas estão entediadas, por não ser nenhuma novidade visitar a torre. Umi Ryuzaki (Marine) é sincera, dizendo sempre o que pensa, parece egocêntrica, mas se preocupa com os outros. Fuu Hô-ôji é inteligente, gosta de sorrir, mas é uma estrategista e tanto. Quando as três se encontram no mesmo local da torre por acaso, elas são levadas a Cefiro.


No novo mundo, elas encontram Clef, um guru que tem aparência de criança apesar de ter 745 anos, Umi começa a tirar sarro dele e é assim durante toda a história, acho engraçado essa relação dos dois, enquanto que Fuu e Hikaru respeitam Clef.

Clef relata sobre a situação: a princesa Emeraud, pilar de Cefiro, foi raptada pelo ambicioso sumo-sacerdote Zagato e que para elas voltarem ao seu mundo, deverão derrotá-lo. O guru concede a elas os poderes de fogo, água e terra a, repectivamente, Hikaru, Umi e Fuu, com armaduras que evoluem, a mágica é regida pela vontade, não devendo ser utilizada sem necessidade, pois pode voltar contra si mesmo.


Para se tornarem Guerreiras Mágicas, tinham a missão de encontrar Presea, uma ferreira que diz ser necessário elas buscarem o Escudo, um mineral lendário, na fonte Eterna, próprio para forjar as armas. Elas se conhecem de uma forma cômica, Presea, pensando ter prendido Mokona (ser extremamente adorável) numa armadilha, acaba por prender as garotas. No caminho, elas conhecem Ferio que está na mesma busca. Astuta, Fuu consegue convencê-lo a irem com elas, sendo Mokona quem mostra o caminho.

A ação é marcada por enfrentar os asseclas de Zagato: Alcyone, Ascot e Caldina. Após a batalha contra Rafaga, elas despertam os poderes dos gênios Rayearth, Ceres e Windam para enfrentar Zagato, na batalha final, conseguem a vitória. Mas, se surpreendem com o pedido da princesa de que a matem. Acontece que, com a morte do amado Zagato, Emeraud desperta um poder negro e luta contra as guerreiras. Hikaru, com uma dor no coração, realiza o pedido da princesa. Volta a reinar a paz em Cefiro, porém não por muito tempo.


Na segunda fase, elas voltam para a Terra, é quando aparecem os familiares delas, os pais de Umi, a irmã mais velha de Fuu (Kuu) e os irmãos mais velhos de Hikaru (Satoru, Masaru e Kakeru). Como Cefiro ficou sem pilar, começa a desaparecer, pois Emeraud mantinha a paz e a ordem do mundo com a força de seu coração. Elas conseguem voltar pela vontade de voltarem para ajudar mais uma vez.

A única condição para ser pilar de Cefiro é ter o coração mais forte de todos. Hikaru, tocada pelo que pode acontecer ao mundo, decide lutar para proteger Cefiro, suas amigas também aceitam.

Presea fornece as mesmas armas, agora evoluídas e Clef, as armaduras. Interessados em se tornarem o pilar vem de outros países: Autozam (Eagle, Geo e Zaz), Fahren (princesa Aska, Ssangyong e o ancião Chang-An), Cizeta (as irmãs Tata e Trata).


Hikaru conhece o irmão de Zagato, Lantis e uma fada que fica junto dele sempre, Primera, muito ciumenta e diz o tempo todo: “Lantis é meu!”. Hikaru se desculpa e diz que matou o irmão dele, Lantis não a culpa, ao contrário até entende porque ela fez isso, aliás, tinha que ser feito pelo bem de Cefiro. Após conhecer Eagle, a protagonista se vê diante de um triângulo amoroso, o que só fica bem claro depois, quando ela diz ao Lantis que gosta dos dois. É uma cena engraçada até.

Monstros começam a aparecer pela falta do pilar, como se não bastasse a paz ameaçada.

As batalhas se sucedem e, no final, paira uma grande dúvida de quem se tornaria o novo pilar: Hikaru ou Eagle?   Ambos possuem um coração puro e forte, o próprio Lantis, amigo de Eagle, afirma que os dois são parecidos, mas vocês já devem imagem quem se torna o pilar, não?






Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode deixar o link do seu blog ou qualquer coisa assim ai embaixo do comentário;
- Comentários ofensivos serão excluídos;
- Eu NÃO sigo de volta, se eu gostar vou atrás;
- E pra finalizar: Eu demoro, mas respondo os comentários.