15 março 2016

[Livro] Entrevista com Vampiro



Vamos conversar sobre o famoso Entrevista com Vampiro.

Eu realmente espero encher mais esse blog com resenhas de livro, mas bem, vamos falar deles.

O livro é literalmente uma entrevista, onde Louis conta para um humano mais ou menos nos dia de hoje de como foi que se transformou em vampiro e tudo que passou. De conhecer Lestat que foi o vampiro que o transformou, a Cláudia e Armand.


O livro não foi uma leitura exatamente fácil em seu inicio, ele não me prendia e eu odiava o Lestat com todas as minhas forças, ele era chato e me irritava e eu desejava que ele morresse. Sério, pensem num personagem irritante, esse foi o Lestat pra mim, chato e irritante. Mas mesmo assim, observar o Louis e tudo que acontecia a ele era interessante, ainda mais como as coisas eram narradas. É uma fodendo escrita em terceira pessoa que na verdade está em primeira. Isso foi realmente um grande ponto no livro que me fez continuar.

E continuar foi o segredo, pois continuando surgiu Cláudia. E ela, meus caros, é um dos melhores personagens desse livro, a criança vampiro. Ela é maravilhosa, eu amei ela, como ela conseguia ser mais vampiro que o Loius, mas mais "humana" que o Lestat as vezes. Ela era incrivelmente inteligente e incrível pra alguém que ia ficar para sempre presa no corpo de uma criança.

O livro trazia muitas questões sobre a existência de deus e o diabo, porque o Loius se perguntava muito isso, além da reflexão do que era ou não ser humano. Porque ele mesmo não entendia bem isso, mesmo a anos sendo vampiro ele ainda se perguntava essas coisas. Isso e quão certo ou errado era matar humanos para comer e o quão prazeroso ou não isso era para ele.

Além de tudo, o livro trás muitas questões sobre amar. E devo dizer que o amor dos vampiros realmente funciona de uma maneira diferente. Eles se amam, mas sem um contato físico maior. Eles se apaixonam e necessitam um dos outros. É um amor assustador até, porque ele são muito movidos a isso e desejam um aos outros loucamente. Mas sem algo sexual. O que faz você ler e pensar "... Eles são gays...? Ou bis...? Talvez pan...", porque o que eu vi homem dizendo que amava outro homem eu perdi as contas, mas eles também amavam mulheres e ai eu só ficava mais confusa.

Mas o livro é realmente bom, a escrita dele é muito boa e valeu meu esforço para conseguir chegar até o fim. Entretanto eu não sinto vontade de ler a continuação da série no momento. E acho que vou ficar por aqui mesmo. Mas de todo jeito, não me arrependo da leitura.

E antes que eu esqueça, o livro é de 1976, feito pela famosíssima Anne Rice (ou Ana Arroz pros mais íntimos) e tem em torno de umas 400 páginas. Eu li no Kindle, então não tenho como falar muito bem a quantidade. Mas o livro é dividido em partes, algumas longas e outras mais curtas. Ai também a influencia do quanto de vontade você vai ter lendo uma parte ou outra.

Como eu não lembro do filme não tenho como falar dele, mas quem sabe um dia eu não vejo e se der na telha faço postagem aqui. E o preço do livro fisico é entre 23 e 30 reais. Eu fui errada e baixei ele, mas sempre que eu baixo livro eu não passo como conseguir ele, porque esse tipo de pirataria eu não quero incentivar. Então se quiserem, é por conta de vocês.

Bem, daqui me despeço e nos vemos na próxima postagem ;3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode deixar o link do seu blog ou qualquer coisa assim ai embaixo do comentário;
- Comentários ofensivos serão excluídos;
- Eu NÃO sigo de volta, se eu gostar vou atrás;
- E pra finalizar: Eu demoro, mas respondo os comentários.